Você já ouviu falar que no mundo corporativo outras formas de motivação, que não seja dinheiro, são até mais motivadoras?

Pois é, não é que o dinheiro não seja um motivador importante; ele apenas tem impacto imediato; o colaborador adquire a mentalidade do “quero mais”, sempre insatisfeito enquanto não consegue mais; pior ele faz leilão entre outras ofertas de trabalho – este jogo pode virar um perde x perde: o colaborador pode perder a oportunidade de uma carreira, a empresa pode perder um talento.

Quando há perspectiva de desenvolver uma carreira, ou seja um relacionamento de mútuo interesse colaborador x empresa, o gestor empresarial devem trabalhar com um “mix” de motivadores.

A parte de um salário compatível com o mercado, oferecem plano de carreira, upgrades de benefícios, job rotation, bolsa de estudo, intercâmbio com matriz, treinamentos, por exemplo, gratificação para alto desempenho, promoções etc.

Em outras palavras, dinheiro deixe de ser condição para ficar na empresa, ele se torna conseqüência de desempenho mensurável, reconhecido e remunerado.

Em última instância, é bom lembrar, que sucesso é o encontro do preparo com a oportunidade; o último fato gerador cabe a empresa, o primeiro cabe ao colaborador.

Por que não experimentar?

Tags: , ,

Veja Também:

Por favor, Deixe um comentário aqui !

BlogBlogs.Com.Br

BlogBlogs.Com.Br