Arquivo de Gestão Empresarial

13
mar

você sabia?

por wkprisma às 18:45 em: Gestão Empresarial

 

Você sabia?

 

  • “Uma criança faz em média 125 perguntas curiosas por dia – o adulto médio faz apenas seis”…

 

  • “Menos que 10% de Estratégias formuladas são executadas eficazmente”.

 

  •  “Na gestão de riqueza 20% têm a ver com dinheiro, 80% com as pessoas: elas criam valor”.

 

  •  “Em média, o ser humano não utiliza mais do que 20% do seu potencial produtivo”.

 

  •  “90% do êxito nos negócios se devem à aptidão em relações humanas e criativas e 10%, a atividades acadêmicas”.

 

  •  “Em 80% dos casos a compra é feita por emoção”

 

  • “O mundo produz anualmente o mesmo volume de informações que a humanidade levou 40 mil anos para acumular”.

 

  • “Nos últimos 25.000 anos – contado apenas até o ano de 2002 – a humanidade gerou um volume de informações escritas equivalente a 5 hexabytes. De lá até 2006, ou seja, em um intervalo de quatro anos, produziu mais de 160 hexabytes. A previsão para 2010 é que o montante produzido supere 900 hexabytes.” 

 

  • Nos EUA os colaboradores de grandes organizações recebem em média 100 mensagens digitais diárias.

 

  •  “Uma organização aprende mais em um dia do que uma pessoa é capaz de aprender em toda sua carreira”.

 

  •  “90% das demissões acontecem por problemas comportamentais, não técnicos”.

 

  • “20% dos seus clientes vão produzir 80% de seu resultado em vendas”.

 

  •  “70% do conhecimento externo sobre seus concorrentes, clientes e produtos/serviços já são de domínio da empresa”.

 

  •  “80% de informação e conhecimento, necessários para ‘rodar’ uma empresa, não estão armazenados em seus bancos de dados”.

 

  •  “Só no Brasil são mais de 32,2 milhões de internautas com mais de 16 anos conectados à web”.
  •  “300 anos de jornal podem ser transmitidos em 1 segundo – 1 trilhão de bits por segundo; todas as edições do NY Times”.

 

  •  “Desde 1995 a venda de computadores é maior do que de televisores no mundo”.

 

  •  “Os próximos 5 anos mudarão mais do que os últimos 30 anos mudaram”.

 

                                                                                Chame-nos para um bate papo…

 

Comentários



02
mar

Que tal fazer um upgrade na sua gestão empresarial?

Experimente o Modelo de Gestão Empresarial Canvas

para gerar resultados de impacto- quer ver como funciona?

clique em http://blog.wkprisma.com.br/wp-admin

e selecione item   “Modelo de Gestão Empresarial – Canvas”

Divirta-se!

Tags: , ,

Comentários



Dúvidas e incertezas fazem parte do dia a dia do profissional, tais como:

- E se não houver mercado para meu produto ou serviço?

- E se estes investimentos não derem retorno?

- E se meu concorrente entrar no meu nicho?

Se você está nesta situação, pense: ao invés de ter medo de enfrentar, porque não se concentrar no que é necessário – e talvez possível – para suceder – apesar disso, quem sabe, por causa disso?

Quando não sabemos lidar com isso de forma positiva, esta realidade gera insegurança, para não dizer medo – uma ameaça para solidez da sua gestão empresarial.

Para afetar positivamente nossa capacidade de criar e inovar, sugerimos o pequeno roteiro abaixo para gerar um oportunidade que pode fortalecer a sua gestão empresarial:

1 – Liste as suas dúvidas;

2 – Para cada dúvida relacione os fatos supostos que, na sua opinião,  sustentam a dúvida;

- Se você tem medo de não haver mercado para seu produto ou serviço, faça uma pesquisa sobre demanda dos produtos e/ou produtos alternativos;

- Se você tem medo de os investimentos não derem retorno, use  ferramentas de gestão de risco para determinar se os novas projetos são viáveis;

- Se você tem medo que seu concorrente entra no seu nicho, faça uma análise SWOT profunda.

A falta de informação é natural para qualquer empreendimento; a diferença é a atitude com que se encara esta realidade.

3- Use estes fatos para

- gerar uma lista (a) de possíveis medidas para neutralizar seu medo

- gerar uma lista (b) de medidas, caso não for possível neutralizar seu medo

4 – Para cada medida da lista (a) crie e execute um plano de ação

5 – Para cada medida da lista (b) crie um Plano B

Os passos acima ajudarão você a transformar o arrepio dos “e se…” negativos em oportunidades para tornar seu negócio mais competitivo, seja enfrentando seja driblando as adversidades potenciais.

Muito importante: se você for líder de uma equipe, convide os membros para este exercício – eles vão gostar e você vai ganhar!

 

 

 

Comentários



27
jan

Networking – e agora?

por wkprisma às 15:54 em: Gestão Empresarial

O networking é uma das atividades mais importantes que você pode fazer por sua vida pessoal e profissional

Sua rede de contatos é provavelmente composta por inúmeras pessoas. No entanto, se você não interage com elas, você somente acumula contatos “mortos”.

Para dar vida aos seus contatos, desenvolva seu network profissional – aqui algumas dicas:.

1 – Resgate os seus cartões de visita

2 – Cadastre os, se possível com momento que você conheceu a pessoa

3 – Identifique a presença online deste contato (perfis em redes sociais, websites, etc.).

4 – Aproveite oportunidades de estabelecer contatos

5 – Monte uma agenda para manter contato com as pessoas de seu network

6 – Seja atento para uma comunicação conveniente

7 – Personalize a mensagem

8 – Coloque-se a disposição para ajudar as pessoas

9 – Faça de tudo um hábito – cada vez mais aprimorado

Os benefícios da sua rede de contatos vão cair naturalmente na sua rede…

 

 


                      

Tags:

Comentários



25
jan

Quem não já enfrentou uma situação na qual era necessário definir uma meta, pessoal ou profissional, e sentiu alguma dificuldade para fazer isso ?

Para facilitar esta tarefa recorremos aqui à palavra SMART, cuja composição deriva de termos ingleses, a saber:

S – Specific (Específico)

Quanto mais específico uma meta for, mais fácil será seu alcance; p.ex., ao invés de definir: “Aumentar as vendas em 10%”, sugerimos definir: “Aumentar receita em 10% através da venda dos produtos A, B, C na área X pela equipe Y, nos próximos 12 meses, preservando a margem atual de lucro e o grau de satisfação dos clientes”.

M – Measurable (Mensurável)

Partindo da frase famosa de William Hewlett : “Não é possível gerir o que não se pode medir …e, se não se pode gerir, não se poderá melhorar “, podemos afirmar que uma meta que não é mensurável corre os risco de abrir margens de interpretação, seja na execução de ações, seja na avaliação de resultado; a definição acima é mensurável, esta implantar método ou sistema de mensuração.

A – Achievable (Atingível)

Metas devem ser agressivas, mas não irrealistas; ao estabelecer a meta acima, leve em consideração se os produtos o serviços são competitivos ou se existe demanda real para poder sustentar esta meta.

R – Relevant (Relevante)

O alcance de uma determinada meta deve ter impacto sobre o resultado de uma área, unidade ou empresa; a priori, quando falamos em aumentar vendas, como no caso acima, está implícito a geração de um impacto relevante sobre resultados operacionais.

T – Temporary (Temporário)

Uma meta deve ter um prazo final para seu alcance sob pena de se perder no espaço e no tempo; recomendamos definir um prazo que seja arrojado, mas não utópico e sempre deixar claro, que o sentido do prazo é “até” tal data; ou seja, não é proibido, alcançar a meta antes da data; a meta acima cumpre este requisito.

 

Agora uma observação importante: se você quer alcançar metas com menos desgaste e mais empenho, envolva sua equipe na hora de definir, ou melhor, pactuar a meta (agreed upon); na medida em que os envolvidos participam, o comprometimento cresce.

Seja “smart” e ajude os outros serem “smart” também!

Tags:

Comentários



23
jan

Conflito – e agora?

por wkprisma às 16:00 em: Gestão Empresarial

Quem não vivencia conflitos – abertos ou camuflados? Quem pode negar fatores como estresse, rivalidade, temperamento, relacionamento etc. como fatores geradores de conflitos?

Conflitos são naturais, para não dizer desejáveis – desde que a solução seja guiada por comportamento profissional, ou seja, nem pessoal, nem polêmico.

Se você atua à frente de uma equipe, experimente o pequeno roteiro a seguir para melhor resolução de conflitos:

1 – Convide as partes a participar de uma solução, ao invés de mandar “calar a boca” – as pessoas passam a serem possíveis geradores de uma solução;

2 – Mantenha foco no assunto, não na pessoa;

3 – Adote uma postura serena e objetiva;

4 – Escute as partes – antes de falar;

5 – Mostre sua disposição para ajudar na busca de uma solução, caso as partes não cheguem numa solução;

6 – Pergunte as partes se tem solução;

7 – Em caso negativo, pergunte “porque não”?

8 – Se as partes não querem ou podem gerar uma solução, explique o seu posicionamento;

9 – Se você sozinho não conseguir gerar uma solução, convide outros da equipe neste exercício;

10 – Coloque se a disposição, caso um conflito parece resolvido, mas aparece novamente.

Em fim, melhor o fim de um conflito, do que um conflito sem fim…

Tags:

Comentários



Quem não tem dificuldade de definir o conceito tão comum “Motivação”.

O que é Motivação?

Para simplificar sugerimos aqui uma explicação simples: Motivação é o impulso (desejo, necessidade, expectativa), que gera um movimento ou uma ação.

Se a pessoa quer fazer carreira (impulso), ela se move para trabalhar mais e melhor.

Todos nós temos desejos, necessidades ou expectativas (impulsos); ou seja, nós somos motivados.

O que normalmente falta são condições para que a pessoa se movimente para responder aos seus impulsos.

O que é motivar?

Portanto, motivar é incentivar a pessoa a fazer a ponte entre impulso e resultado, ou seja, agir (sair da zona de conforto); podemos entender ação como impulso menos obstáculo.

Como motivar?

Quando uma pessoa quer realizar algo, costumam surgir obstáculos; motivar significa então ou aumentar o impulso ou reduzir o obstáculo.

Exemplo

Você quer que sua equipe supere a meta mínima, sem comprometer o resultado; o que fazer:

1 – Aumentar o impulso através de bônus, reconhecimento, benefício etc.

2 – Reduzir obstáculos como estresse através de mentoring, aulas de yoga etc.

Em suma: gerar resultados com menos desgaste e mais realização é possível. A tese “Ninguém pode motivar ninguém” é nem verdadeiro (onde não há impulso, não dá para motivar) e nem falso (impulso sem incentivo é motivação atrofiada).

 

Tags:

Comentários



você quer ver como negociar com interlocutores internacionais?

6

 

clique aqui WK – Divulgação – 2014 – Redes Sociais – SLIDESHARE – Negociação Intercultural [Modo de Compatibilidade]

Tags: ,

Comentários



20
dez

Tags: ,

Comentários



você quer ver como facilitar a sua gestão empresarial?

Estratégia 7

 

clique WK – Divulgação – 2014 – Redes Sociais – SLIDESHARE – MGE

Tags:

Comentários



Page 2 of 41234

BlogBlogs.Com.Br

BlogBlogs.Com.Br