“As pessoas são contratadas pelas suas habilidades técnicas,

mas são demitidas pelos seus comportamentos “

Peter Drucker

Muito se fala sobre como obter sucesso na carreira, seja pela ótica do empregador, seja pela ótica do empregado.

Em geral, as pessoas associam Perfil Comportamental somente aos testes aplicados em entrevistas de seleção, enquanto esta ferramenta traz benefícios tanto para a carreira como para o projeto “vida” das pessoas.

O Perfil Comportamental demonstra de forma clara e simples seus comportamentos que impulsionam a sua carreira bem como os seus comportamentos limitadores, que podem prejudicá-la.

O mapeamento permite-lhe reforçar suas atitudes que contribuem para seu desempenho e trabalhar aquelas que o estão prejudicando; ou seja, você se torna um gestor da sua carreira de fato.

Na perspectiva de gestão de pessoas, podemos afirmar que gerir pessoas vai muito além de administrar a Folha de Pagamento; é preciso conhecer os colaboradores de tal modo que os profissionais certos estejam nos cargos certos.

Além de reduzir turn overs, agir com pulso no comportamento do colaborador torna o clima organizacional mais agradável e produtivo.

Queremos destacar a seguir quatro situações, onde a aplicação do Perfil Comportamental é apropriada:

1 – Na hora da seleção, além do currículo, o gestor precisa saber qual é o perfil comportamental certo para o cargo, ou seja, quais são seus pontos fortes e fracos.

2 – Se um colaborador não está alcançando as metas, em vez de o demitir, o gestor deve identificar o seu perfil comportamental e, quando cabível, recolocá-lo na posição compatível com o comportamento identificado.

3 – Igualmente importante é mapear o perfil comportamental da equipe gerida; é  assim que o gestor pode compor um perfil heterogêneo mais ajustado aos resultados esperados.

4 – Analisando o perfil comportamental dos membros da equipe em momentos de redução de quadro (downsizing), o gestor pode aplicar critérios objetivos para decidir com quem ficar e quem dispensar.

Desta formas podemos concluir, em analogia a Peter Drucker, que as pessoas avançam (ou não) na carreira, menos pelas suas habilidades técnicas, mais pela combinação certa comportamento/função.

Como dizem, o que não visualiza, você não pode gerenciar.

Que tenham bom uso da ferramenta aqui apresentada – QUANTUM Assessment!

Para mais detalhes vide WWW.comportamentalconsultoria.com.br

 Contato Elcio Cerqueira Leite

Consultor Associado da WK PRISMA

(19) 3213-000/9706-1008

elcio.leite@grupojj.com.br

Tags: , , , ,

Comentários



27
jun

Ninguém vai contestar que bom humor é importante; mas até onde vai o sentido do bom humor, a partir de onde começa o sentido de ficar sério?

Ser responsável pela própria carreira, e mais ainda, ser responsável pela carreira do outro requer seriedade.

É mais fácil pensar e falar “sorria – apesar de tudo”, do que mostrar e encarar o trabalho duro do dia a dia; como já diziam os Romanos: “per aspera ad astra” (pelo caminho difícil se alcança as estrelas).

carreira 4

Uma carreira começa de baixo para cima – é duro encarar chefe e metas; mas, quem não aceita ser manado, não é habilitado  para mandar

Descontentamento evita estacionar na zona de conforto – você vai querer fazer carreira.

Estou falando daquilo que Mihaly Csikszentmihalyi (que nome!!!), psicólogo húngaro,  chamou de “pessimismo ensolarado”: é preciso ser pessimista para ver o que precisa mudar e para imaginar que a gente pode mudar alguma coisa.

Em algum momento, você encontra dificuldades, seu plano não dá para certo, sua idéia não colou.

Não duvide de você, de suas competências; se tudo fosse fácil, todo mundo teria sucesso e tudo daria certo – exponha-se!

Aqui algumas dicas, partindo de experiências da minha vida:

- Assuma um risco, p.ex. casar com estrangeiro(a)

apanhei na mescla de duas mentalidades – aprendi ser menos “quadrado”

- Busque um desafio, p.ex. aceitar uma atuação fora do país

apanhei no primeiro emprego – aprendi lidar com gestão americana no Brasil

- Tente algo novo, p.ex. ensinar ou escrever sobre sua atuação profissional

apanhei com críticas – aprendi me comunicar

Esse tipo de iniciativa vai entrar no seu portfólio de sucesso e entrar no seu legado – no mundo real, um pouco de mau humor com a situação atual faz parte do jogo da vida –apanhando-aprendendo-avançando…

 

Para tirar dúvidas

fale com wkprisma@wkprisma.com.br

ou visite www.wkprisma.com.br

 

 

Tags: , ,

Comentários



Os protestos recentes provam que a população quer poder trabalhar, amparado por instituições de ensino que preparam para o mercado de trabalho.

Pesquisa do Data Popular apontou que metade da nova classe média quer empreender; apenas 14% deseja trabalhar com carteira assinada.

Pesquisa, do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) de 2012, detectou que 43% dos brasileiros adultos ambicionam é ser dono de seu próprio negócio.

Esse cenário parece não ter entrado no radar nem do legislativo nem do executivo.

Para empreender no Brasil de hoje é preciso passar diariamente por uma Via Crucis burocrática e tributária.

Cada ½ hora sai uma norma tributária, ou seja, quase 40 normas são publicadas por dia (FSP de 6/10/2005); com 11 milhões de combinações de cálculos em impostos e 105 mil alíquotas só no Simples (que seria um regime “simplificado” – imagine se fosse complicado), conquistamos a última posição no ranking do Banco Mundial em custo de conformidade tributária e trabalhista.

Neste contexto o chamado “Custo Brasil” significa contratar gente (quase 10 vezes mais do que no resto do mundo) ou pagar Assessoria Contábil.

O Fisco se comporta como “big brother is watching you”, obrigando o contribuinte para ampla, geral e irrestrita transparência; depois que ele contribui, fica a pergunta: cadê o dinheiro? Fazemos parte do “BBB – Big Bullshit Brasil”…

Não precisa de muita fantasia para imaginar que Empreendedores sofrem – daí a razão de fazer parte do movimento “BASTA” de gastança, corrupção e burocracia – cabe aqui um cartaz “Deixe nos Trabalhar”.

Fazendo isso, os empresários apenas cumprem a Lei 12.741/2012 e contribuem para uma virada de mesa no empreendedorismo no Brasil.

Vide também www.administradores.com.br/artigos/administracao-e-negocios/empreendedor-tambem-pode-protestar/71341/

Para tirar dúvidas

fale com wkprisma@wkprisma.com.br

ou visite www.wkprisma.com.br

 

Tags: , ,

Comentários



O conceito de intra-empreendedorismo, também denominado empreendedorismo corporativo, foi criado em 1985 por Gifford Pinchot III, no seu livro “Intrapreneuring” com seu apelo: “Por que você não precisa deixar a empresa para tornar-se um empreendedor”.

A aplicação deste apelo se resume na definição do intra-emprendedor como aquele que a partir de uma ideia, juntamente com espaço e responsabilidade cedido pela empresa, se dedica a transforma-la em resultado.

Veja aqui nove requisitos para promover o perfil do intra-empreendedor, o perfil do profissional mais cobiçado no mercado.

1 – Desenvolva a postura do dono do negócio.

2 – Valorize as pessoas e estimule o trabalho em equipe

3 – Compartilhe os objetivos da sua área (“botequim”)

4 – Exija superação – acima de tudo de você

5 – Reconheça desempenho excepcional

6 – Relacione se de forma aberta, direta e cooperativa

7 – Gere vínculo com o cliente interno

8 – Destaque a inovação como proteção contra imitação

9 – Assimile a paixão de uma Escola de Samba para reduzir o desgaste

Que as dicas acima facilitem o seu dia a dia…

Para tirar dúvidas

fale com wkprisma@wkprisma.com.br

ou visite www.wkprisma.com.br

 

Tags:

Comentários



16
jun

Trabalhar em Casa – Prazer ou Tormento?

por wkprisma às 17:43 em: Vida

Certamente você já pensou se deve trabalhar em casa ou não; o que os americanos denominam como SOHO – Small Office Home Office.

Quem trabalha de casa, sabe que esta opção tem as suas vantagens e desvantagens.

O site de humor The Oat Meal elaborou quadrinhos divertidos sobre o assunto

Veja no http://enora.com.br/artigos/pros-e-contras-de-trabalhar-em-casa

Tags: ,

Comentários



15
jun

Network – modismo ou solução

por wkprisma às 13:52 em: Vida

Desenvolver seu network torna se cada vez mais um item na agenda da nossa vida, pessoal e profissional.

É comum termos uma rede de contatos, composta por inúmeras pessoas; no entanto, como o nome diz, estes são apenas “contatos”.

Possuir um “network”, pronto para acessar quando precisa dele, requer interagir com seus contatos de forma regular e seletiva.

O que fazer?

Comece juntar os cartões de visita ou outras anotações espalhados em vários lugares. Faça uma planilha (tipo Excel) registrando nome, tipo de relacionamento, eventualmente onde ou como conheceu, e-mail/telefone. No final você terá uma base de dados estruturada que servirá para acessar e utiliza-los de forma mais produtiva.

Partindo disso crie o hábito aproveitar oportunidades para estabelecer novos contatos, pessoais e profissionais. Use o sistema acima para expandir sua memória de contatos.

Agora só falta estreitar duas relações, fazendo-se lembrado, cumprimentando em datas especiais (nominal!!!), comunicando novidades, dando dicas etc. Mas cuidado: não seja invasivo – pensa antes de enviar a sua mensagem, se ela pode ser real interesse ou não.

Os meios de comunicação são os mais variados: perfis em redes sociais, onde recomendo o linked in para contatos profissionais – inclusive internacionais (se for para uma viagem pelo mundo eu teria contatos locais em mais de 40 países), websites pessoais ou profissionais com suas opções de blog, fale conosco (lembrando que a melhor forma de achar um cliente é ser achado por ele).

O seu network vai evoluir naturalmente. Os resultados vão vir, quando você menos espera – porque você está no network do outro também!

Happy Networking!

 

Tags: ,

Comentários



Você já ouviu falar que no mundo corporativo outras formas de motivação, que não seja dinheiro, são até mais motivadoras?

Pois é, não é que o dinheiro não seja um motivador importante; ele apenas tem impacto imediato; o colaborador adquire a mentalidade do “quero mais”, sempre insatisfeito enquanto não consegue mais; pior ele faz leilão entre outras ofertas de trabalho – este jogo pode virar um perde x perde: o colaborador pode perder a oportunidade de uma carreira, a empresa pode perder um talento.

Quando há perspectiva de desenvolver uma carreira, ou seja um relacionamento de mútuo interesse colaborador x empresa, o gestor empresarial devem trabalhar com um “mix” de motivadores.

A parte de um salário compatível com o mercado, oferecem plano de carreira, upgrades de benefícios, job rotation, bolsa de estudo, intercâmbio com matriz, treinamentos, por exemplo, gratificação para alto desempenho, promoções etc.

Em outras palavras, dinheiro deixe de ser condição para ficar na empresa, ele se torna conseqüência de desempenho mensurável, reconhecido e remunerado.

Em última instância, é bom lembrar, que sucesso é o encontro do preparo com a oportunidade; o último fato gerador cabe a empresa, o primeiro cabe ao colaborador.

Por que não experimentar?

Tags: , ,

Comentários



12
jun

quanto vale a terra?

por wkprisma às 17:30 em: Cultura

Quanto Vale a Terra? – foi esta a pergunta que o History Channel levantou – você faz alguma ideia?

Avaliando todos os recursos atualmente disponíveis – água doce, ouro, madeira, petróleo, rochas, minérios, combustíveis fósseis e alimentos, entre outros –, especialistas fazem um levantamento da riqueza do planeta.

Formada há mais de 4,6 milhões de anos, a Terra acumula grandes riquezas. Em conjunto, esses recursos construíram nossas grandes civilizações. Mas, se pudéssemos explorar o planeta, contando cada árvore e cada pepita de ouro na Terra, fazendo o maior inventário já realizado?

Veja aqui a precificação das matérias primas principais que o mundo tem para oferecer:

Matéria Prima Valor em U$ trilhões

1 – Metais (Ouro, Prata, Platinum) 15

2 – Madeira 285

3 – Pedras (Calcário, Granito) 93

4 – Comida (Carne, Trigo, Peixe) 1.5

5 – Metais (Ferra, Cobre, Zinco) 135

6 – Combustíveis Fósseis (Petróleo, Carvão, Gás natural) 717

7 – Pedras preciosas (Diamante) 0,5

8 – Elementos terrais raros (16) 24

9 – Água 5.618

Total 6.873

Este valor é igual U$ 1 milhão para cada habitante da terra!!!!!!!!!!!!!

Aí vem outra pergunta:

para onde foi, onde está e aonde está indo a esta riqueza?

Tags:

Comentários



13
mai

Postado em Pense Nisso por Canal do Empreendedor

Veja aqui algumas dicas para melhorar seu desempenho – pessoal e profissional…1

Tags: ,

Comentários



04
mai

Como inovar a inovação

por wkprisma às 16:29 em: Gestão Empresarial

Descubra a inteligência

do DESIGN THINKING

1 - BI

Quem não tem problemas na hora de inovar?

O ruim é que isso não deve mudar – o bom é que tem solução.

Gostaria de apresentar-lhe o Design Thinking como metodologia nova para elevar o nível de inovação em soluções em negócios.

O Design Thinking ajuda a pensar e atuar fora da nossa caixa para inovar, identificando bloqueios e levando à geração de desbloqueios criativos.

O Design Thinking prioriza o trabalho colaborativo em equipes multidisciplinares, facilitando a geração de soluções e resultados mais interessantes para elas e, ao mesmo tempo, viáveis (tecnica e financeiramente) para o negócio da organização.

Para detalhes vide

http://www.wkprisma.com.br/treinamento-empresarial/educacao-corporativa/inovar-e-agora-1.html

Portanto, quero convidar você para vivenciar uma síntese envolvente de ideias.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para um treinamento

http://www.wkprisma.com.br/treinamento-empresarial/educacao-corporativa/atendimento.html

Tags: , , , , ,

Comentários



Page 5 of 7« Primeira...34567

BlogBlogs.Com.Br

BlogBlogs.Com.Br