Dúvidas e incertezas fazem parte do dia a dia do profissional, tais como:

- E se não houver mercado para meu produto ou serviço?

- E se estes investimentos não derem retorno?

- E se meu concorrente entrar no meu nicho? 

Se você está nesta situação, pense: ao invés de ter medo de enfrentar, porque não se concentrar no que é necessário – e talvez possível – para suceder – apesar disso, quem sabe, por causa disso?

Quando não sabemos lidar com isso de forma positiva, esta realidade gera insegurança, para não dizer medo – uma ameaça para solidez da sua gestão empresarial.

Para afetar positivamente nossa capacidade de criar e inovar, sugerimos o pequeno roteiro abaixo para gerar um oportunidade que pode fortalecer a sua gestão empresarial:

1 – Liste as suas dúvidas;

2 – Para cada dúvida relacione os fatos supostos que, na sua opinião,  sustentam a dúvida;

- Se você tem medo de não haver mercado para seu produto ou serviço, faça uma pesquisa sobre demanda dos produtos e/ou produtos alternativos; 

- Se você tem medo de os investimentos não derem retorno, use  ferramentas de gestão de risco para determinar se os novas projetos são viáveis; 

- Se você tem medo que seu concorrente entra no seu nicho, faça uma análise SWOT profunda. 

A falta de informação é natural para qualquer empreendimento; a diferença é a atitude com que se encara esta realidade.

3- Use estes fatos para

- gerar uma lista (a) de possíveis medidas para neutralizar seu medo

- gerar uma lista (b) de medidas, caso não for possível neutralizar seu medo

4 – Para cada medida da lista (a) crie e execute um plano de ação

5 – Para cada medida da lista (b) crie um Plano B

Os passos acima ajudarão você a transformar o arrepio dos “e se…” negativos em oportunidades para tornar seu negócio mais competitivo, seja enfrentando seja driblando as adversidades potenciais.

Muito importante: se você for líder de uma equipe, convide os membros para este exercício – eles vão gostar e você vai ganhar!

 

Tags:

Comentários



Vamos imaginar nosso cérebro como nossa central de comando que dirige pensamento e ação.

Na escola aprendemos regras e princípios, presumindo padrões e regularidade.

Na vida aprendemos que não temos a menor idéia do que vai acontecer amanhã.

Como lidar com isso?

Não somos educados para pensar criativamente.

Somos preparados para não errar, para não assumir riscos.

Vem aí um depoimento que alerta: “Criatividade hoje é tão importante como a alfabetização” (Ken Robinson, Autor do Livro “The Element”).

Os produtos e serviços das empresas acabam ficando cada vez mais parecidos (commodity).

Bruce Henderson, fundador de uma das mais rentáveis empresas de consultoria do mundo, a BSG, dizia: ”Seus competidores mais perigosos são os que mais se parecem com você”.

Portanto, quem faz a diferença entre você e seus competidores são as pessoas, menos seu conhecimento, mais seu comportamento – aqui a disposição para pensar criativamente.

A vantagem competitiva nasce no lado direito do cérebro, no somatório ativando do cérebro das pessoas – portanto incentive a interatividade criativa, multidisciplinar e colaborativa – ou seja, co-criativa.

Empresas de sucesso na gestão empresarial estão praticando o Design Thinking, uma metodologia de solução de problemas não linear, que usa as habilidades dos dois (!) lados do cérebro: o ladro esquerdo para mapear um problema, o lado direito para desenvolver idéias.

Porque não testar?

Para tirar dúvidas

fale com wkprisma@wkprisma.com.br

 ou visite www.wkprisma.com.br

 

 

Tags: , , ,

Comentários



18
jul

Você quer ser mais criativo?

por wkprisma às 15:56 em: Carreira

Pesquisas indicam que para ter boas ideias, não é preciso ser um gênio; basta saber, quais ambientes e hábitos são apropriados para combinar diferentes idéias.

Quanto mais a gente se expõe a diferentes hábitos, costumes e pensamentos, melhor.

Para facilitar essas conexões, elas sugerem “estar numa boa”; veja aqui algumas dicas:

1 – Vá para um café

Quando faltarem ideias procure um ambiente entre barulhento (discoteca) e silencioso (biblioteca), p.ex. um Café

2 – Fique um pouco “zambi – zambi”

Ingerir bebidas alcoólicas – com moderação – ajuda resolver problemas com mais criatividade e rapidez.

3 – Assista um pouco de YouTube

Vídeos e músicas divertidos e felizes melhoram o desempenho ao resolver problemas que exigiam criatividade.

4 – Faça brainstorming no período menos

Estimular a criatividade no período exatamente oposto ao período em que você está mais acordado; se você é uma pessoa noturna, faça brainstorming de manhã.

5 – Faça amigos – inclusive de outras culturas

Desenvolver um network fora da própria atuação gera insights “out of the box” e inspira a inovação.

O contato com outras culturas incrementa sua criatividade.

Para mais detalhes visite http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/7-jeitos-inusitados-para-ficar-mais-criativo?page=3

Para tirar dúvidas

 fale com wkprisma@wkprisma.com.br

 ou visite www.wkprisma.com.br

 

 

Tags: ,

Comentários



04
mai

Como inovar a inovação

por wkprisma às 16:29 em: Gestão Empresarial

Descubra a inteligência

do DESIGN THINKING

1 - BI

Quem não tem problemas na hora de inovar?

O ruim é que isso não deve mudar – o bom é que tem solução.

Gostaria de apresentar-lhe o Design Thinking como metodologia nova para elevar o nível de inovação em soluções em negócios.

O Design Thinking ajuda a pensar e atuar fora da nossa caixa para inovar, identificando bloqueios e levando à geração de desbloqueios criativos.

O Design Thinking prioriza o trabalho colaborativo em equipes multidisciplinares, facilitando a geração de soluções e resultados mais interessantes para elas e, ao mesmo tempo, viáveis (tecnica e financeiramente) para o negócio da organização.

Para detalhes vide

http://www.wkprisma.com.br/treinamento-empresarial/educacao-corporativa/inovar-e-agora-1.html

Portanto, quero convidar você para vivenciar uma síntese envolvente de ideias.

Entre em contato conosco e solicite um orçamento para um treinamento

http://www.wkprisma.com.br/treinamento-empresarial/educacao-corporativa/atendimento.html

Tags: , , , , ,

Comentários



Nos tempos atuais a demanda por competências de um profissional é voltada menos para sua capacidade técnica e mais para atributos comportamentais.

A UNESCO publicou uma matéria sobre a educação moderna, onde ela relaciona as competências necessárias para se colocar com sucesso no mercado de trabalho, a saber:

  • Flexibilidade
    • Saber lidar com pessoas de condutas diferentes
  • Criatividade
    • Saber transformar informação em idéias inovadoras
  • Informação
    • Saber buscar informação de impacto no mundo de negócios
  • Comunicação
    • Saber transformar dados complexos e informação simples
  • Responsabilidade
    • Saber se comprometer com resultado de decisão e ação
  • Empreendedorismo
    • Saber avançar ousando, ia, inspirando e mudando
  • Sociabilização
    • Saber crescer compreendendo diversas culturas
  • Tecnologia
    • Saber utilizar os recursos digitais para agilizar decisões e ações

O DESIGN THINKING facilita esta tarefa – para mais detalhes vide

http://www.wkprisma.com.br/treinamento-empresarial/educacao-corporativa/inovar-e-agora-1.html

Tags: , , , ,

Comentários



BlogBlogs.Com.Br

BlogBlogs.Com.Br